Vamos ensinar os nossos filhos a dizerem obrigado, por favor e desculpa! Serão pessoas melhores!


Quando crescerem serão pessoas melhores!

Nunca é cedo para aprender boas maneiras e educação. Pode parecer óbvio, mas por trás dessa frase está um significado muito profundo, útil e essencial, por mais atual que seja. O motivo? Basta olhar em volta e descobrir que as relações entre pais e filhos (e não apenas) infelizmente estão cada vez mais escassas em elementos básicos que nunca deveriam faltar.

Vamos ver porque é importante ensinar às crianças, o mais rápido possível, o uso de termos como “por favor”, “obrigado”, “bom dia” e “desculpe”. Estas não são palavras aleatórias, mas ferramentas poderosas para que se tornem adultos melhores.

As boas maneiras não têm nada a ver com a idade. De fato, são valores que devem ser explicados e compreendidos pelas crianças desde os primeiros anos. Trata-se de construir um futuro para eles como adultos gentis, respeitosos e bem-sucedidos, porque basicamente é graças a boas maneiras que você pode conseguir o que deseja, sem, contudo, prejudicar os outros ou sobrecarregá-los.

Tentar fazer os nossos filhos entenderem a importância dessas palavras “mágicas” significa investir em seu futuro, dando ao mundo a oportunidade de ter uma pessoa que possa melhorá-lo. Por esse motivo, o incentivo dos pais é vital, bem como a capacidade dos adultos de fazer com que as crianças conheçam o bem e o amor. Se, desde tenra idade, você estiver cercado por um clima positivo e assertivo, no qual precisará pedir educadamente o que deseja, é muito provável que, quando adulto, você aja de acordo, lembrando-se dessas dinâmicas da infância e da família.

Os pequenos aprendem com nossos exemplos. Se eles entrarem em contato com os modelos certos, poderão amadurecer sabendo a importância de usar as palavras e expressões certas no momento certo. Afinal, a cortesia deve sempre ser a chave que abre as portas dos relacionamentos e nunca deve sofrer diferenças de idade, s3x0, religião, cultura. Todas as pessoas, independentemente do que é visível “a olho nu”, merecem respeito.

Tudo o que resta é colocar esses conceitos em prática, para que eles não permaneçam apenas “palavras bonitas”, mas sejam concretos. As crianças são como esponjas, absorvem tudo o que vêem ou ouvem: por esse motivo, é bom educá-las a respeitar. Ganharão muito durante a vida, tornando-se adultos felizes, gentis e capazes de ajudar os outros.

Fonte: Psychcentral


0 Comments

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Send this to a friend