Um pedido de casamento complicado…

Um rapaz saía com uma rapariga judía e queria casar com ela, mas para isso precisava da autorização do pai. Ao ir a casa dela o pai explicou-lhe:

– Nós somos judeus e temos uma forma peculiar de fazer as coisas. Se te quiseres casar com a minha filha tens que passar uma prova.

Toma esta maçã e volta amanhã.

O tipo saiu alucinado de casa. No dia seguinte voltou.

– Muito bem, disse o pai, que fizeste com a maçã?

– Comi-a. Tinha fome.

O pai replicou:

– Muito mal! Nós judeus descascamos a maçã e com a casca fazemos um delicioso licor. Partimos em duas e damos metade aos pobres e a outra repartimos com a nossa família. Metade das sementes vendemos no mercado e a outra metade, quando tivermos mais, plantamos. Já viste como somos?

Bom, vou-te dar outra oportunidade. Toma este chourição e volta amanhã. O tipo saiu lixado da cabeça e voltou no dia seguinte.

– Então, que fizeste com o chourição?

– Com o fio fiz uns cordões para os meus sapatos. Com a etiqueta (chapa) fiz uma coisinha para pôr no fio da sua filha. Parti o chourição a meio e em rodelas e metade dei aos pobres e a outra metade reparti com a família.

– Muito bem! E que fizeste com a pele?

– Com a pele fiz um pre33rvativo e dei uma com a sua filha. Trago-lhe aqui o leite para fazer um galão!

Partilhar: