Se te achas o maior tenta resolver este exame de 4 classe de 1968! Eles conseguiram!


Vamos ver se és capaz de resolver este exame de 4ºclasse a que as crianças estavam sujeitas em 1968. Elas conseguiram na altura, porque tu não vais conseguir hoje, e com mais idade e “sabedoria” supostamente?


68 Comments

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  1. Meus caros…eu concordo com a Margarida Matos…não se deve generalizar…sou dessa geração e adorei o meu tempo escolar, desde o primário ao universitário. Ao contrário do que possam pensar, andei sempre no ensino público, todavia fui sempre bafejada pela sorte de ter na maioria professores na acepção da palavra. Com vocação para o ensino, com empenho na transmissão de um saber e não num descarregar de matéria e programas – não obstante alguns nem isso e deixaram muito a desejar . Aproveito para louvar a minha professora primária, D. Maria Helena Calheiros que com o seu dom para as suas crianças, tornou-se uma mentora para mim. De quem aprendi, apreendi e retive ensinamentos para a vida. Isto tudo para dizer que não existem gerações boas ou más. ..existem é bons ou maus professores em todas as gerações (…e infelizmente assim é também noutras profissões)…que transmitem ou não, que motivam ou não, uma aprendizagem de acordo com o programa que lhes é proposto. Por outro lado se fosse aqui fazer referência a experiências menos positivas que vivenciei como aluna, ficaria extremamente cansativa e não é isso que pretendo. Para terminar, creio que o objectivo deste post era criar uma espécie de passatempo, como outro qualquer aos quais acedia às respostas de todos os entusiastas e lamentavelmente deparo-me com quezílias com o passado. Alguns nem tanto…mas por favor isto deveria ser um divertimento. .. Sejam felizes ou pelo menos tentem…

  2. O enunciado da questão II-3 de geometria do ponto nº5 tem um ERRO MUITO GRAVE!

    As unidades de uma área poderão ser “milímetros quadrados” mas nunca “milímetros” como consta do enunciado!

    O autor do enunciado CHUMBOU!

    Até parece o actual IAVE!

    1. Repare na pergunta: “De quantos milímetros é a área….” Se o que se pede é a área, o avaliado terá de saber que é em mm2. Primeiro porque lhe pedem em mm e segundo porque se refere a uma área de uma figura geométrica… Não me parece que tenha chumbado 🙂

      1. Absolutamente justa a resposta de * Só sei que nada sei *. Nao há erro absolutamente nenhum. A pergunta, de quantos milímetros é a área, pode representar uma ratoeira, em que caíu o Asterix. Como a pergunta nao engloba a frase – de quantos milímetros quadrados é a área mas sim de quantos milímetros é a área, esta última exprime-se sempre em milímetros quadrados.

    2. se necesita ser muito imbecil para querer propor esse enunciado teu como erro na apresentaçao do problema

  3. O enunciado do problema III – 3 é redundante. Por que razao é incluida a referencia aos 2 pedaços??? Realmente, nao imagino como seriam ensinadas algumas destas coisas. Por exemplo, para resolver a questao III-1, no inicio.

    1. Não se trata de redundância no sentido negativo e prejudicial como faz parecer no seu comentário. Trata-se de colocar informação a mais para que os alunos aprendam a filtrar unicamente a necessária e, neste caso, para ver se os alunos conseguem trabalhar as reduções das unidades.

    2. O certo é que a maioria dos de hoje, nem ler saberiam, quanto mais resolver); mas anda aqui muita gente que chumbou no exame, está visto.

  4. Asterix,
    Com todo o respeito, a sua falta de imaginação é proporcional á sua inteligência. A questão é colocada no enunciado em cm2 e a pergunta final efetivamente é m cm, mas não se pode esquecer que áreas são sempre em cm2. Sou do tempo destes exames e nós sabíamos que uma área é sempre em cm2 … Só você é que põe a hipótese se haver área em cm…….

    1. jp o ‘á’ é resultado da contacção da proposição a + o artigo definido feminino a = à. Esse é um atentado à língua portuguesa. Já percebemos que chumbou nesta!

  5. f j carvalho…

    Não é redundante… é apenas para o aluno tentar perceber a ratoeira e ver se está atento ás unidades… visto que 3 pedaços são 150g, e 2 é 1hg=100g… logo cada pedaço é 50g… é uma maneira de também ajudar um pouco o aluno e ver se ele sabe bem as conversões!!

  6. não entendi a dificuldade do exame a excepção das medidas de D. Fernando relativas a agricultura as n me recordo de ter aprendido talvez pela importância que a agricultura deixou de ter em portugal até data da minha frequência escolar

  7. Meu caro amigo a lei das sesmarias foi promulgada em Santarém no ano de 1375 por El Rei D. Fernando “o Formoso” penso que no mês de Maio e tinha a ver com a falta de alimentos Trigo; cevada; milho que ameaçava os reinos de Portugal e Algarve e obrigava todos os donos de terras a semeá-las ou a cede-las para serem semeadas dos alimentos em falta bem como obrigava todos os vagabundos e pedintes a terem um oficio ou a trabalhar na agricultura sob pena de prisão se não o fizessem, espero tê-lo esclarecido no que diz respeito à Lei das Sesmarias e qual a sua importância para a agricultura e sociedade da altura.

    1. Caro amigo J. SIlva .
      Fiquei maravilhado com a sua explicação detalhada sobre esta questão…escusado será dizer que tb sou de antes desse exame e dessas questões…agradeço a sua explicação e acrescento que é puramente verdade o que disse …é com certa nostalgia que parece que ainda hoje tenho saudades desses tempos de escola.

  8. Gostava de pôr à prova os nossos estudantes universitários, que a maior parte deles não acertariam uma. Eu sou das pessoas que também fiz este exame.

    1. Daqui fala um desses estudantes universitários, que está no 1º ano de Licenciatura e que nunca reprovou. Sou-lhe honesto, o único problema que não consegui resolver, foi o segundo, contudo fiz tudo o resto e posso-lhe assegurar que está tudo correcto. Acho uma falta de respeito vir dizer ou agrupar todos os estudantes universitários nesse grupo a quem tenta ridicularizar pois nem todos são incultos ou menos inteligentes. Devia ter uma maior atenção aos comentários que faz porque uma pessoa, que calculo ser já uma adulta, fazer esses comentários é triste e se não acredita tanto no Ensino Superior e no Sistema Educacional, deveria ter investido numa carreira política para assegurar que as suas ideias tivessem alguma contextualização no sistema governamental de Portugal. Um bem haja de um estudante que fala em nome de todo, Daniel

      1. pois è meu caro daniel,voce diz que esta no 1 ano de licenciatura,os meus parabens desde ja ,mas a diferença è que este exame digo eu era para crianças de 8- 9 anos que frequentavam a 4 classe ,,ai a diferenca ,,boa continuaçao para os seus estudos

        1. mas o que a senhor Silvina Torres disse foi que a maioria dos estudantes universitários não acertariam a uma… logo o Daniel tem razão no que diz. e fora as perguntas de História que não sou capaz de responder a 2 ou 3, todas as outras são fáceis de responder…

      2. Acertou todas Daniel? Vamos lá a ver a 1ª: a percentagem do desconto será de 20%? Ou, por outro lado, será aquela que resulta do quociente entre o desconto de 160$ sobre o preço bruto de que resulta o preço liquido (QUE EFECTIVAMENTE SE PAGOU) de 800$? (160$ = PB – 800$; PB = 960$ e desconto = 160$/960$)… Desculpe a brincadeira, mas o enunciado não é claro

        1. Por acaso tem toda a razão o enunciado não é claro. A diferença é esta:

          Se os 800$ era o preço base, então 160$ é correspondente a 20% de desconto.

          Se os 800$ já é o preço com o desconto, então 160$ corresponde a sensivelmente 16,7% de desconto, arredondando a coisa

    2. Eu quase apostava era que a Silvina e a maior parte dos que aqui comentam, não conseguiam era responder a uma única dos actuais exames… 😉

  9. havia problemas bem mais complicados que qualquer um dos que aparece aqui.
    Se eu te der um quarto do meu dinheiro, dou-te mais 12$000 do que se te ter um quinto.
    Quanto fico se te der a segunda quantia?

    Quanto ao problema de percentagem é de borla. Qualquer criança sabia que a percentagem de desconto se obtinha dividindo o desconto pelo total.

    Tomem lá este.
    Depois de me terem feito um desconto de 15% paguei 125$00 por um par de sapatos.
    Quanto teria de pagar sem desconto?

    Uma torneira enche um tanque em 2h outra despeja-o em 3h.
    Com o tanque vazio, abrindo as duas mesmo tempo em que tempo fica o tanque cheio?

    Um comboio sai de lisboa à velocidade de 75Km/h um outro sai 30 minutos de depois à velocidade de 90Km/h ao fim de quanto tempo o segundo apanha o primeiro?

    1. nao existe qualquer gralha, no que toca a area o recultado sera sempre em mm2 como o educando deveria saber, como pode ler no inunciado dao os valores em cm2 o que obriga o avaliado a ter que fazer reduçoes para chegar ao valor indicado… nao existe qualquer gralha talvez uma rasteira.

      1. Caro Eu,

        O enunciado está errado.
        Podemos dizer.. é o erro menor… ou, num mundo real, quem quer implicar com isto é mesmo só para meter nojo. OK! Certo!

        Agora, num mundo académico, esta pergunta merecia uma resposta do género:
        O avaliador está a ver se estou atento pedindo-me uma coisa errada. A área não é medida em milímetros, mas sim milímetros quadrados.

        Pessoalmente, nos meus tempos de escola… durante o exame, chamaria o professor e perguntaria: “Esta pergunta está correcta?” ou “Não falta o quadrado aqui nas unidades de medida?”
        Naquela altura em 1968… não sei o que é que é suposto ser respondido… porque tenho ideia que tanto haveria professores que deveriam apreciar a atenção do um aluno e possivelmente uma resposta inteligente… como haveria outros que não admitiriam estar errados e passavam logo para a reguada na mão, ou no rabo ou qualquer outro sítio qualquer.
        Se calhar, também nessa altura teriam abertura para durante o exame questionar o professor, não sei.

    1. Com a papinha toda que está ao alcance da Internet, tudo é possivel….! Até teses de Doutoramento aparece na Net, qualquer dia para que serve a Universidade, só para atribuir um canudo?? Fica mais barato e muito mais barato ir à papelaria.lol

      1. Com todo o respeito eu sou estudante universitário e sou sincero, não soube responder a duas perguntas de história. De resto fiz o exame em 5 minutos se tanto, de cabeça apenas. Eu gostava era que metessem à frente de sabichões como o senhor e a sra.lina o ultimo exame do 4º ano… se calhar a coisa ficava doutra maneira… e que tal um exame do 9º. Se lhe mostrasse por exemplo, um exame de matematica do 12º ano se calhar pensava que aquilo estava em chinês.

        Só sabem falar mal e daquilo que não sabem…

        1. Podes até me pode colocar à frente exames Universitarios de Matematica que eu resolvo ! Quando tu nasceste rapaz, eu já era Engenheiro Civil há muitos anos, entendes ou é preciso fazer um desenho???

        2. Que falta de objetividade. Discutir detalhes que não influenciam no entendimento da questão. Ou fica difícil entender que mm em uma área só pode ser mm²???

  10. Eu não sou deste tempo mas o meu pai sim concerteza fez este exame até porque quando era miúdo ele me questionava com perguntas deste género e dizia que para passar o exame da 4 classe era obrigado a saber o nome de todos os reis as suas épocas e as suas alcunhas também todos os nome de rios suas nascentes e afluentes todas as medidas eu só sei dizer ele sabia tudo na ponta da língua impressionante meu grande pai .

      1. E o que é “útil”, para si?!… ou é dos que prefere ser operado por um médico que foi feliz em criança em detrimento do excelente? Ou prefere viajar com o piloto que foi feliz na sua infância ou com o que “comprou” o brevet? Os filhos das passagens administrativas dos tempos do PREC são os que fabricam hoje “Novas Oportunidades” e todo o género de facilitismos na progressão académica, com toods os resultados que se vêm; valha que vão aparecendo excepções.

  11. Os alunos que estão no 5º ano têm a obrigação de responder a estas questões no final do ano lectivo. Tirando a questão relativa ao nome dos reis da 1ª Dinastia que eles não dão, tanto a Matemática como a HGP eles dão os conteúdos que estão neste exame. Portanto não sei qual a admiração. Se aqui estivessem versados as provas dos nove, as contas de dividir em que o dividendo tem vírgulas, os rios e afluentes das antigas colónias, os caminhos de ferro, entre outras coisas, aí com toda a certeza não iriam resolver. Na questão 2 do Ponto nº 5 não está indicada a medida da capacidade de um garrafão, portanto esta não conseguiriam resolver.

    1. Muito obrigada 🙂 Já pensava que era a única que tinha reparado que faltava informação na questão III-2 no ponto nº 5
      Tirando ALGUMAS questões de HISTÓRIA, não consegui responder a essa devido à falta de informação.
      Também fiz as contas da questão III-3 do ponto nº 5, assumindo que tem 8 triângulos iguais.

    2. Um garrafão tem 5L (era uma medida).. O garrafão, a rasa, o almude etc… E sim…. raro era o que não resolvia a questão….

  12. – Um garrafão subentende-se 5 L.

    – Tenho dúvidas, e muitas, se os alunos do 5º ano resolveriam este exercício.

    – Nós sabemos que o grande fracasso nos anos seguintes, inclusive na universidade, é precisamente a preparação do 1º ao 5º anos.

    – Sim, passei por isto tudo. Que bom saber! Com uma pedra de “lousa” e um “lápis” do mesmo material, no 3º ano (3ª classe) resolvia os problemas de percentagem, medidas de capacidade, métricas, etc., suas equivalências, regra de três simples, somar e subtrair horas, minutos e segundos.

    – Informo que sou do tempo do exame de 3ª classe. Eu fiz exame da 3ª classe. O meu exame da 3ª classe, a prova de leitura, foi sobre D. Dinis. Ocupa uma página no livro de leitura da 3ª classe (1957).

    – Nessa altura a 4ª classe fazia-se em conjunto com o exame de admissão aos liceus, que seria o dito 5º ano!

    NOTA: – Nessa altura bastava possuir o exame da 3ª classe, para tirar a carta automóvel! Ligeiros pesados!

  13. Tanto: “no meu tempo era assim e assado” … e …. “agora ninguém consegue “…. agora pergunto eu quantos conseguiriam fazer qualquer exercício dos dias de hoje ? Poucos ou nenhum? (então essa “dificuldade” escolar pouco serviu em matéria de desenvolvimento cultural).

    Alguém tem noção da quantidade de informação que se acumulou desde então? Quanta evolução houve desde então? Ou será que a história parou na década de 50 ?

    É lógico que quanto mais passam as gerações mais para trás tem de ser cortado ou pelo menos resumido. Escolham uma área e pensem pouco acerca do que esta evoluiu. Dou até como exemplo História de Portugal, ainda hoje muitos acontecimentos e matérias foram modificadas devido a novas descobertas (Descobrimentos, Inquisição, Renascimento). Matemática, novos sistemas aplicados, equações demonstradas, conceitos criados, (quantos de vós fizeram cálculos para alem do sistema decimal? 0?). Ciências (não é necessário dar exemplos da evolução inerente a estas matérias).

    Podem dizer que são necessárias as bases, sim é verdade, não concordo é com comparar o incomparável.

    Sim passei por esses tempo (um pouco antes até)…Sim, também decorei estações e linhas de comboio, rios e afluentes, províncias, distritos, concelhos e tudo o mais de geografia, países e capitais, etc.. também acreditei que D. Afonso Henriques bateu na mãe (tal como muitos ainda acreditam) … mas como sabem grande parte do que hoje era verdade amanha deixava de ser e tudo foi mudando e esse conhecimento por lá ficou servindo de pouco. Sim, decorei a tabuada (a toque de bofetada) e muitas outras coisas que ficam para sempre… mas por exemplo não aprendi que podia multiplicar apenas com somas ou dividir com subtracções (o que duvido que muitos de vós o saibam)… Sim aprendi a ler e escrever com quem sabia e até com quem não sabia…e isso sim é importante (algo que hoje é raro encontrar)…

    Falem sim, por exemplo dos facilitismos que existem, não em termos de matérias mas sim em avaliações/qualidade, passa quem sabe, quem não sabe e quem pensa saber. Responsáveis de ensino (i.e. professores) que, do que deviam saber, pouco ou nada sabem e que do restante consideram que não lhes cabe saber (cit. “isso não é a minha área”). Profissional do ensino que a única coisa que não sabem é mesmo ensinar (leia-se transmitir conhecimento). Olhem para os responsáveis nas mais variadas áreas (não só politicas), profissionais de nada e de tudo.
    Mentes fechadas.

    Com tanto que existe para criticar…

  14. Eu consegui resolver a maioria das perguntas so de cabeca, inclusive as de historia e nao andei a escola em 1968… talvez tenha sido uma previligiada porque ainda que tenha feito a minha 4a classe em 1989 ainda tive a mesma professora que os meus pais tiveram em 1968 e o metodo de ensino nao tinha mudado muito. Sempre me hei-de recordar da Menina Maria Amelia , que ate a missa me obrigava a ir ao domingo.

  15. Fiz tantos exercícios iguais a estes são facílimos. Assim de cabeça faria os todos novamente a área do círculo é que não me lembro muito bem, tem qualquer coisa a ver com o Pi, raio e etc, também já passaram 30 anos para mim ?

  16. Verdade que muitas coisas se aprenderam e muitas outras não as aprendemos, mas o que me faz aflição é ver pessoas com uma formação académica bastante elevada e desconhecerem factos e vultos da nossa história que são importantes e fazem e deveriam fazer parte da nossa cultura geral.Verdade que tudo evolui e em especial a matemática que hoje é ensinada totalmente diferente, e assim deverá ser, penso eu,até a história temos muito q aprender, mas a base da nossa história primitiva, não devemos descurar pelo menos o mais importante. Mas enfim é a opinião duma cidadã que fez não este exame mas outros parecidos tanto na 3ª classe com na 4ª muitos anos antes da data deste exame.( Eu fiz a minha 4ª classe em 1955). Mas tudo tem que evoluir , e cada um tem a sua opinião.

    1. eu também por esses anos da nossa história fiz o exame da 4ª classe e o exame de admissão ao seminário da figueira da foz que nessa altura não era tarefa fácil. mas os livros dessa altura não eram banda desenhada. não havia um desenho, uma paisagem nos livros da história universal, por exemplo. é por isso que os professores do antes e do depois não tem nada a ver uma coisa com a outra. há uma coisa em que os de agora têm mais sabedoria têm mais cagança, ganham mais, têm um carrão… mas não sabem nada de religião e moral, de ética, como saber estar, regras de boas maneiras… tudo bem.. mas ao menos que soubessem transmitir conhecimento pessoal e não do software da internet

  17. Super fácil? Está bem que é para a 4º classe, mas a quantidade de matéria que nós damos em anos superiores é muito maior. Além disso, não digo que uma aluno de 4 anos nesta altura saiba fazer esse tipo de exercicios, mas além de virem muito melhor preparados, se pedirem a um aluno de 5º ano ele com certeza que consegue resolver esse tipo de exercícios…

    Parem de tentar diminuir as novas gerações como se elas fossem piores que todas as anteriores a elas porque muita coisa que as velhas fizeram está nas nossas mãos para resolver…

    1. nas vossas mãos para resolver? só se for algum teste de avaliação feitos no computador!!! naquele tempo era tudo à mão.. hoje está tudo louco.. é todos ao molho e fé….

  18. Depois de ter resolvido tudo o que conseguia, vim à zona dos comentários para verificar se algumas das respostas estavam certas e saber a resposta a outras, pensando que houvesse alguns comentários com as respostas todas (correctas ou não). Por incrível que pareça só vejo comentários a falar mal das gerações mais novas. O único comentário de louvar é o do senhor J.Silva que explica (ao que parece) na perfeição a resposta para uma das perguntas de História, sem julgar, questionar ou rebaixar só porque alguém não sabia a resposta. É esse tipo de atitudes que se esperam de qualquer pessoa que saiba mais do que nós em qualquer área. É esse tipo de ensinamento que se espera principalmente dos docentes, sejam de que ano ou área forem. Em ambos os casos nem sempre se verificam. Em ambos os casos existe uma necessidade de rebaixar e dizer “eu sei mais que tu” sem ensinar. Se o conhecimento não for passado às gerações mais novas, este vai cair no esquecimento e desaparecer por completo. Não vale de nada sermos egoístas. Não esquecer que se os mais velhos se mostram à partida egoístas na partilha de conhecimentos, os mais novos irão fazer o mesmo, e assim continua o ciclo vicioso.

    Passando a página, eu não tenho medo em admitir que sou uma aluna de Universidade, e que fiz as contas com uma calculadora. Mas também sei as dificuldades que passei quando frequentei a escola e tinha de fazer contas de dividir à mão e que nunca acertava na resposta certa, mas tinha sempre alguns pontos porque tinha o pensamento certo, só não fazia bem a conta.
    Como continuo curiosa para saber as respostas às perguntas que não sei (ou que não tenho a certeza) vou expor aqui as respostas a que cheguei. Se estiver errada em alguma e me corrigirem agradeço desde já pela a ajuda e partilha 🙂

    Ponto nº 5

    III-1: Se 800$00 equivale a 100% então 160$00 equivale a (160*100)/800 = 20%

    III-2: Falta informação na medida do garrafão, logo não consegui concluir este exercício.

    III-3: Supondo que o queijo tem 8 pedaços (porque a imagem está cortada), 1hg=100g, 100/2= 50g, 50*8=400g. Se 1000g equivale a 64$00 então 400g equivale a (400*64)/1000= 25,6$

    Exercício de História

    1-Administrador
    2- Devido à plantação ou preservação do Pinhal de Leiria
    3- Cultura? (não tenho a certeza)
    4-
    5-
    6-
    7-
    8-

    Ponto nº 12

    I-1: sim. / não sei

    I-2: 13; 26,3; 17,4 / 9,4; 0,968; 2,786. Parece que é suposto acrescentar o nº 10 ao segundo conjunto, no entanto nada diz que é um conjunto de números igual ou inferiores a uma dezena

    I-3: 2m e 24cm ou seja, 224cm

    II-1: Semi-recta / Horizontal

    II-2: Atriângulo = (base x altura)/2. Assumindo que o lado AC é 12cm, então a base será de 7,2cm. Logo a Atriângulo= 34,2cm quadrados

    II-3: 360/8 = 45 graus

    Ponto nº 5

    I-1: Assumindo que esta pergunta foi feita no ano de 1968. 1968-11= 1957. MCMLVII

    I-2: 35*100= 3500/10= 350 dezenas

    I-3: 100-20= 80%

    II-1: a) AB DC, b) AB DC, c) BC AD, d) AB BC

    II-2: a) Cone, b) 1, c) Não, porque para conseguir fazer tal coisa teria que desenhar um segmento de recta através do sólido. Na superfície ficará sempre oblíquo à circunferência da base.

    III-3: a) Triângulo, b) 2,09*3= 6,27. 12,56-6,27= 6,29 cm quadrados. 6,29 cm quadrados= 629 mm quadrados

  19. Deixo aqui a ninha homenagem à minha professora primária no ano lectivo 1968/69 em Benguela – Angola, de seu nome LAURA MARIA PEREIRA MARTINS, era natural da Ponte da Barca, Nunca mais nada soube da Senhora. Se houver alguém que ne possa dar informações seria para mim um enorme prazer

    1. Rapaz no meu tempo uma licenciatura era realmente uma licenciatura, agora é um deboche autentico, usam máquinas de calcular de ultima geração onde até dá para guardar cabulas, copiam à descarada quando no meu tempo quem fosse apanhado a copiar era expulso, portanto isto é um facilitismo enorme tirando algumas excepções. Ainda vou ver o Tino de Rãs a ser doutor.lol

      1. lá isso e verdade tanto modernismo tanta labia tantos livros tantos computadores no final das licenciaturas 60% deles são burros outros istupidos , os outros os papas comprarão as suas licenciaturas para virem para a sociedade dizerem o meu filho e esperto e doutorado mas mão diz que comprou o canudo

  20. Ainda aí faltam as perguntas sobre geografia de Portugal: continental, Madeira, Açores, Cabo Verde Guiné, Angola, Moçambique, Timor e S. Tomé e Príncipe. Em 1971, do continente e das 3 colónias onde havia guerra, era necessário saber, de cor e salteado, províncias, rios, serras, linhas férreas e fronteiras com países vizinhos.

  21. Eu tinha 10 anos nesta época e estava no 4 ano,história acertava todas mas matemática era nulo só pensava em soltar pipa,jogar futebol,nadar no rio roubar frutas nos vizinhos e o que aprendi foi que minha infância foi mil vezes melhor do que a dos meus netos hoje……..

  22. Tanta ignorância aqui escrita! Como é possível???????????!!!!!!!!!!!!

    Portugal, atualmente, produz dos melhores engenheiros do mundo que a Sr. Merkel
    vem cá buscar.

    Portugal, atualmente, produz dos melhores enfermeiros do mundo que a Europa quer
    contratar.

    Portugal, atualmente, produz dos melhores serviços ao nível das telecomunicações e afins que exporta
    para o mundo.

    Portugal, atualmente, é um dos países mais inovadores do mundo.

    Tudo isto e muito mais, só é possível com grande nível de conhecimento e isso é passado nas escolas e universidades.

    Os ignorantes andam distraídos, e pelos vistos não aprenderam mais nada!

  23. só leio blá blá blá uma coisa é certa 70% dos engenheiros 70% dos medicos 70 dos arquitectos 70% dos operadores dos melhores do pais são todos desse tempo aprenderão com 3 livros agora com tantos livros com tantas maquinas com tantas universidades 70% deles no final do curso são burros com 2 pernas

  24. O anónimo anda a fazer perguntas mas provavelmente ele não sabe, resposta a pergunta do comboio ,simples para quem fez o exame da 4 classe em 1964 penso que 2h30 minutos o segundo comboio apanha o primeiro.e para o resto perguntas fáceis.

Send this to a friend