Quer manter o coração saudável? Então não devia comer estes 9 alimentos!

A nossa saúde está diretamente relacionada ao que comemos. Nossa energia e nossas defesas vêm da comida, mas também das substâncias que podem não ser muito boas ao nosso bem-estar.

Quando se trata da saúde do coração, a questão torna-se importante e delicada. Esse órgão é o verdadeiro motor do nosso corpo; graças a ele nossa linfa vital flui e alimenta-nos.

Talvez mais do que qualquer outra parte do corpo, é importante que o coração seja mantido saudável. Para isso, é necessário “alimentá-lo” adequadamente, com alimentos que não o stressem e não contribuam para danificar o sistema circulatório.

Talvez adore as comidas que vamos listar e ache difícil resistir a elas. No entanto, se quer cuidar do seu coração, seria melhor reduzir um pouco o consumo desses alimentos, mantendo suas artérias limpas e “abertas” da cabeça aos pés!

Imagem: BruceBlaus/Wikimedia

As verduras, os legumes e as latas de conserva

Cuidado com esses frascos que podem parecer excelentes soluções para acompanhamentos e refeições saudáveis. Se eles contêm muito sal, o efeito será o contrário. Sabe-se que, em quantidades excessivas, o sal aumenta a pressão sanguínea. Além disso, o aditivo de glutamato monossódico, frequentemente contido nesses alimentos, tem sido associado a maiores riscos de palpitações cardíacas.

As comidas congeladas

Às vezes não há nada mais confortável se não temos muito tempo e vontade de cozinhar, mas ainda queremos desfrutar de uma refeição completa. No entanto, vários alimentos congelados contêm altos níveis de sódio, o que é muito ruim para a pressão arterial e, consequentemente, para a saúde do coração.

Enchidos

Todos nós sabemos, mas vale a pena repetir. Os salames conservados com a adição de sal não são bons para o coração e as artérias. Eles podem estar diretamente ligados ao aumento dos níveis de colesterol, devido às gorduras saturadas que contêm.

Tortas e doces

Até mesmo as sobremesas podem ser incluídas entre os alimentos que são difíceis de resistir. Verificou-se, no entanto, que esses produtos saborosos podem conter grandes quantidades de gordura trans, substância que stressa o coração junto com os açúcares que os doces podem conter em doses excessivas.

Os gelados

A presença de gelados nesta lista provavelmente irá desencorajar muitas pessoas. Mesmo aqui, no entanto, é tudo uma questão de gorduras saturadas, prejudiciais às artérias e ao coração. Os gelados contêm-nas, muitas vezes em grandes quantidades, o que pode se tornar potencialmente prejudicial à saúde.

Os fritos

Mesmo nesse caso, parece óbvio, mas vamos pensar em quantos alimentos à nossa volta são fritos. São muitos e nos mais diversos contextos alimentares. As frituras são as nossas favoritas por causa do sabor que têm, mas elas têm também gordura trans e podem conter grandes quantidades de colesterol.

O fígado

A maioria não gosta, mas a carne do fígado também é usada para fins de cura. É de fato rica em ferro e útil no caso de deficiências nesse sentido. No entanto, os seus benefícios também são acompanhados por características potencialmente prejudiciais, como o aumento dos níveis de colesterol que ela pode promover, bem como a alta quantidade de gordura saturada que contém.

A ricota

Talvez alguns possam associá-la a dietas saudáveis com baixo teor de sódio, mas infelizmente a ricota, embora saborosa e pouco salgada, pode frequentemente conter altos níveis de sódio, favorecendo o aumento da pressão arterial, o que a torna um alimento não tão benéfico.

Carne vermelha

A carne de vaca ou de cordeiro são alimentos que, se abusados, não são muito saudáveis para o coração. De acordo com estudos, de fato, elas favorecem a presença de substâncias químicas ligadas a doenças cardíacas e, ao mesmo tempo, podem aumentar o risco de ataques cardíacos ou derrames.

Fontes: