Pai consegue obter a custódia do filho, tirando-o da mãe que queria interromper a gravidez


O pai desistiu de tudo, lutou, e conseguiu a custódia do filho.

Uma criança normalmente deve ser criada por duas figuras parentais, mas há imensos casos em que é o pai, ou mesmo a mãe, que de repente abandona a família, deixando o fardo e o trabalho pesado para o outro cônjuge.

Na história que vamos contar hoje, é a figura materna que simplesmente não quis saber do filho e então o pai desistiu de tudo para cuidar do pequeno.

Luis Fernando é um jovem paramédico de Monterrey, no México, que quis partilhar a sua história na sua conta do Facebook.

Tudo começou quando ele conheceu uma mulher e, quatro meses depois de ter tido um relaciomento com ela, a mulher ficou grávida, mas desde o primeiro momento ela não queria ter o bebé. Luis disse: “Ela queria interromper a gravidez. Foi uma decisão dela, mesmo que eu não quisesse e estivesse em forte desacordo, não podia fazer nada, pois era o corpo dela e ela decidiu que eu precisava ficar calado, foi ela quem escolheu tomar algumas pílulas”.

A tentativa de interromper a gravidez não deu certo mas, embora ainda não tivesse menstruando durante esse período, o médico disse que ela ainda estava grávida e já tinha 18 semanas. Finalmente, pouco antes de dar à luz, a mulher disse algo chocante para Luis: “Então eu o deixarei em sua casa e você cuidará do bebê enquanto eu recupero minhas forças”.

Mesmo que a mãe tenha ido visitar Luis e o recém-nascido muito poucas vezes, a mulher teve a pretensão de pedir para ter o filho de volta, mesmo que antes não o tivesse querido. E foi então que a assistência jurídica e dois processos movidos por Luis contra a mulher entraram em cena.

Numa das audiências, a mulher disse ao juiz que gostaria de ver seu filho, apesar de confirmar o fato de que não o queria desde o início; tal afirmação foi suficiente para o juiz confiar a guarda da criança ao amoroso pai Luis.

Para a mãe, foi imposta uma pensão mensal e um regime de visitas semanais, que terminaram em março de 2019; a partir desse momento, Luis e seu filho nunca mais viram a mulher…

Felizmente, Luis tem o apoio de sua mãe, a avó de seu filho, que cuida dele com amor enquanto Luis trabalha para que nunca falte nada ao filho. Ele foi, e continua a ser, um pai exemplar e seu filho é o motor que o leva a continuar a lutar pela vida.

Eles formam uma equipa vencedora que não tem medo de sorrir para o mundo, apesar da ausência da figura materna. Continuem a sorrir para a vida, vocês formam uma família maravilhosa mesmo assim!

Fonte: Mujeres Pro Vida/Facebook


0 Comments

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Send this to a friend