“Os bombeiros recebem menos que os presos” – afirmação de André Ventura gera onda de indignação nas redes sociais


Como é possível pagar-se mais a reclusos, do que a bombeiros, cuja profissão consiste em arriscar a vida a combater incêndios.

A afirmação foi feita por André Ventura numa entrevista ao jornal “Sol” e gerou uma onda de indignação nas redes sociais. Os internautas mostraram dificuldade em entender como é possível pagar-se mais a reclusos, do que a bombeiros, cuja profissão consiste em arriscar a vida a combater incêndios.

André Ventura dá um exemplo concreto: a acção de limpeza da praia de Olhão, efectuada por reclusos do Estabelecimento Prisional de Olhão. Decorreu entre os dias 14 e 25 de maio, nos quais um grupo de cinco reclusos auferiu 25,69 euros por dia para proceder à limpeza da praia, avançou o Diário de Notícias.

Se dividirmos esse valor por oito horas de trabalho diárias (assumindo que foram 8 horas), conclui-se que os reclusos auferiram 3,21 euros/hora.

O líder do Chega chama a atenção para o valor de 2,08 euros/hora, que é a comparticipação atribuída pela Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) às equipas que participam no combate aos incêndios. A compensação tem o valor de 50 euros por cada turno de 24 horas, o que dividindo pelas 24 horas, resulta no valor de 2,08 euros/hora referido pelo deputado.

A situação em apreço acontece “em alguns casos” e não em todos, refere ainda o líder do Chega.

Fonte: Facebook André Ventura


0 Comments

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Send this to a friend