Mulher escreve carta impressionante à Segurança Social! Vais ficar de boca aberta com a sua coragem!


Esta mulher teve a coragem de dizer à Segurança Social, através de uma carta, tudo aquilo que nós queríamos dizer e não tivemos coragem… Haja alguém com coragem e sem medos!

carta_seguranca_social

carta_seguranca_social_1

carta_seguranca_social_2

carta_seguranca_social_3

Relacionados:

9 Comments

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  1. Esta carta foi para o presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, o que nada tem a ver com a Segurança Social.

    1. Não tem nada a ver ? Ou vc é k não ker ver ? Tds sabemos k hj em dia anda td ligado, isto é: dormem tds na mesma cama e cobrem-se tds c/ a mesma manta!

  2. É DE LOUVAR DISSE AQUILO QUE MERECEM OUVIR É VERDADE QUE Á MUITAS REPARTIÇÕES QUER DA SEGURANÇA SOCIAL QUER DAS FINANÇAS E ATÉ HOSPITAIS EM MUITOS DISTRITOS ANDAM Á DERIVA SÓ TEM O MEU APLAUSO TODOS NÓS AVIAMOS DE TER ESTA CORAGEM E VOU PUBLICAR PARA QUE CHEGUE O MAIS LONGE POSSIVEL

  3. O que esta Sra. escreve e a pura das verdades. pois com migo se passoutambem uma: eu conte em tres palavras descontando durante 10 Dez anos nao tem vergonha de me atribuir uma reforma de 39 euros e 39 centimos. Esta cambada de chulos haviam de viver com este dinheiro.

    1. O seu problema é que você não é politico, porque se fosse com 10 anos de descontos, provavelmente já estaria a receber uns milhares de euros de reforma, azar o seu.

  4. Também tenho um caso não igual mas vái dar no mesmo a minha mãe que descontou para antiga casa do Povo agora Segurança Social e também para a caixa de previdencia está agora num Lar NOSSA SENHORA DA LUZ já se esgotou todas as economias que conseguiu apurar durante anos ás vezes passando grandes dificuldades pois tinha o meu irmão que nasceu e ao fim de tres horas de nascido teve uma Paralizia infantil o que resultou uma incapacidade de 71 por cento mas que desgraçadamente tem que andar oito horas com uma vassoura nas mãos a varrer ruas o que quero dizer é que não temos capacidades financeiras para pagar 700 euros ás vezes 800 conforme os medicamentos e fraldas que necesita para não se ferir e eu estou a pagar trezentos euros de renda de casa fora medicamentos porque não foi só o meu irmão que foi afectado pois meus pais eram pobres e nada puderam fazer por mim e hoje ando a trabalhar e tenho que tomar 5 comprimidos ao pequeno almoço e dois ao deitar isto para que os senhores vejam quais as possibilidades que nós temos para pagar as despezas da minha mãe que daqui a nada estará fora do Lar por não termos dinheiro para pagar a mensalidade já fizemos tudo o que estava ao nosso alcance para que isso não venha acontecer mas respostas nenhuma e o que vou eu e meu irmão fazer pois minha mãe tem Alzaimer demência e só lhe dá para fugir digam-me meus senhores que estão por detrás destas LEIS o que mais poderei pedir e a quem de direito o devo fazer porque eu já não sei mais e estou a ficar pior por nenhumas noticias me chegarem a dizer sua mãe não irá sair do Lar para que possa conseguir trabalhar com um pouco mais de Paz e tentar deixar de tomar tantos comprimidos agradecia a vossa palavra a dizer fosse que a minha mãe não iria sair mais do Lar Nossa Senhora da LUZ Paradas ados-cunhados..

Send this to a friend