Ela tinha mau hálito…


Conheceram-se… Casaram-se… Ela tinha um terrível mau hálito, ele transpirava horrivelmente dos pés…

Aproximaram-se um do outro…

Ela, encostando a boca o mais perto que podia do nariz dele, e exclamou:

– Querido, tenho uma coisa a confessar-te.

Ele, sentindo o bafo fétido que aquelas palavras transportavam, aproveitou para retorquir:

– Já sei. Engoliste as minhas peúgas!

Comentários

Artigos Relacionados: