Criou e imprimiu em 3D uma proteção que alivia a dor física dos médicos e enfermeiros


Menino criou e imprimiu numa impressora 3D uma proteção para as orelhas de quem usa máscara de proteção, que se tem revelado muito útil, aliviando dor física dos profissionais de saúde.

Existem muitos sacrifícios e atos heróicos que, todos os dias, muitos trabalhadores e cidadãos comuns realizam na esperança de ver uma luz no fim do túnel neste período histórico fortemente influenciado pelo surto da epidemia de Coronavírus.

A maioria da população é obrigada a ficar em casa e, nessa imobilidade total, reside o “gesto heróico”: um pequeno esforço não apenas para não ficar doente, mas também para não sobrecarregar o sistema de saúde do seu país que, agora, está definitivamente sitiado.

Depois, há quem precise trabalhar todos os dias, garantindo um mínimo de normalidade e funcionalidade ao nosso mundo atual: recolhedores do lixo, médicos, enfermeiros, entregadores, funcionários de limpeza, funcionários de supermercados, eletricistas, canalizadores… enfim, todos aqueles que são indispensáveis e que, com o seu trabalho, contribuem para nos manter estáveis.

No Canadá, um menino decidiu contribuir ativamente para a luta contra o Covid-19, respondendo ao apelo do hospital local na sua cidade.

Quinn Callander é um escuteiro muito jovem que queria responder ao pedido de ajuda do hospital de sua cidade. A sua ideia era aliviar, pelo menos um pouco, a dor diária que médicos e enfermeiros sentem durante os turnos cansativos – principalmente devido aos dispositivos médicos usados, como por exemplo, máscaras e proteções pesadas sobre os jalecos de laboratório. Infelizmente, todas as roupas de proteção usadas são necessárias se todos os dias tem que lutar na linha de frente contra o terrível vírus.

O jovem Quinn, então, inventou uma ferramenta pequena e útil capaz de proteger as orelhas e a pele de todo médico ou enfermeiro forçado a usar uma máscara. Depois de horas e horas a usar uma máscara protetora, os primeiros sinais aparecem no rosto; a longo prazo, mesmo as condições físicas às quais você está sujeito podem tornar-se exaustivas. Quinn, então, graças à sua impressora 3D, criou uma espécie de “extensão” para as máscaras: um simples pedaço de plástico para prender as extremidades da máscara, sem deslizar para trás das orelhas, pressionando e desgastando a pele do médico/enfermeiro.

A mãe de Quinn contou sobre a pequena grande invenção do seu filho numa postagem no Facebook e não pensou duas vezes em partilhar o engenhoso arquivo para quem quisesse copiá-lo: dessa maneira, qualquer um pode imprimir em 3D infinitas peças para doar para os hospitais.

Uma ideia simples e engenhosa ao mesmo tempo, que poderia aliviar o sofrimento físico de muitos trabalhadores nesse período.

Consulte aqui o arquivo com os ficheiros para impressão 3D – Thingiverse.com

Fonte: Facebook Heather Roney

Relacionados:

0 Comments

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Send this to a friend