Anedota – Afinal os portugueses não são pobres… são mansos!


Afinal os portugueses não são pobres… são mansos!

Isto não é bem uma anedota, é uma realidade, mas que vista com sentido de humor dá para rir…

Estava a falar com um amigo meu nova-iorquino que conhece bem Portugal.

Dizia-lhe eu à boa maneira do “coitadinho” português:

Sabes amigo, nós os portugueses, somos pobres…

Esta foi a sua resposta:

Como podes tu dizer que sois pobres, quando sois capazes de pagar por um litro de gasolina, mais do triplo do que pago eu aqui?

Quando vos dais ao luxo de pagar tarifas de electricidade e de telemóvel 80% mais caras do que nos custam a nós nos EUA?

Como podes tu dizer que sois pobres quando pagais comissões bancárias por serviços e por cartas de crédito ao triplo que nós pagamos nos EUA?

Ou quando podem pagar por um carro que a mim me custa 12.000$US Dólares (8.320 EUROS) e vocês pagam mais de 20.000 EUROS, pelo mesmo carro? Podem dar mais de 11.640 EUROS de presente ao vosso governo do que nós ao nosso.

Nós é que somos pobres: por exemplo em New York o Governo Estatal, tendo em conta a precária situação financeira dos seus habitantes cobra somente 2 % de IVA, mais 4% que é o imposto Federal, isto é 6%, nada comparado com os 23% dos ricos que vivem em Portugal. E contentes com estes 23%, pagais ainda impostos municipais.

Além disso, são vocês que têm “impostos de luxo” como são os impostos na gasolina e no gás, álcool, cigarros, cerveja, vinhos etc., que faz com que esses produtos cheguem em certos casos até 300 % do valor original, e outros como imposto sobre a renda, impostos nos salários, impostos sobre automóveis novos, sobre bens pessoais, sobre bens das empresas, de circulação automóvel.

Um Banco privado vai à falência e vocês que não têm nada com isso

pagam, outro, uma espécie de casino, o vosso Banco Privado quebra, e vocês protegem-no com o dinheiro que enviam para o Estado.

E vocês pagam ao vosso Governador do Banco de Portugal, um vencimento anual que é quase 3 vezes mais que o do Governador do Banco Federal dos EUA…

Um país que é capaz de cobrar o Imposto sobre Ganhos por adiantado e Bens pessoais mediante retenções, necessariamente tem de nadar na abundância, porque considera que os negócios da Nação e de todos os seus habitantes sempre terão ganhos apesar dos assaltos, do saque fiscal, da corrupção dos seus governantes e dos seus autarcas. Um país capaz de pagar salários irreais aos seus funcionários de estado e da iniciativa privada.

Os pobres somos nós, os que vivemos nos USA e que não pagamos impostos sobre a renda se ganhamos menos de 3.000 dólares ao mês por pessoa, isto é mais ou menos os vossos 2.080 €uros. Vocês podem pagar impostos do lixo, sobre o consumo da água, do gás e da electricidade. Aí pagam segurança privada nos Bancos, urbanizações, municipais, enquanto nós como somos pobres nos conformamos com a segurança pública.

Vocês enviam os filhos para colégios privados, enquanto nós aqui nos EUA as escolas públicas emprestam os livros aos nossos filhos prevendo que não os podemos comprar.

Vocês não são pobres, gastam é muito mal o vosso dinheiro porque não tem políticos que se preocupem com as pessoas, mas sim com os grandes grupos económicos.

Vocês, portugueses não são pobres, ou são uns estúpidos ou uns mansos…

Relacionados:

33 Comments

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  1. Para as contas serem realistas e exatas temos que adicionar á equação o “pesado” estado social Europeu, o retorno dos impostos, por ex. onde está o SNS Norte Americano?

      1. O seguro de saude que eu pago aqui nos Estados Unidos- $445.00 Dollars por mes, e os primeiros $6,000.00 dollars de despesas medicas (por ano) são pagas por mim e depois disso é que o seguro paga qualquer conta medica, pagando eu ainda um co-pagamento. Imposto imobiliario (taxas do imobiliario) 31.60%; etc, etc, etc. Tanto aqui como em Portugal o Governo é que e rico!

  2. e um simples funcionario nos EUA ganha o triplo de nós, afinal nos é que estamos bem (somos os mais ricos do mundo porque pagamos por tudo). qualquer dia ainda criam um imposto por se pisar nas pedras da caçada.

  3. É verdade que somos mansos, apesar de termos muitos pegadores de toiros bravos!! Mas também é verdade que nos EUA, se tem casa própria, trabalha-se por canta própria, ou por conta de outrém, e não se tem dinheiro para se ter um seguro de saúde. e não importa que se seja manso ou bravo, nem reclamar junto á sede da ONU , não tens dinheiro não tens saúde. E também pagas impostos sem saberes para quê, e depois tens a policia local a te telefonar para contribuires para “eles” , e tu nem “union” nem seguros de saude tens porque ninguém é obrigado a te segurar. Eu sei porque já lá vivi, e digo mais e trabalhei para o governo Português, que nos EUA segue o exemplo dos Americanos. e tb. trabalhei para os americanos, e só vós digo… não à férias pagas, subsídios de maternidade de alimentação é outras coisas.. os efeiros da globalização estao a contribuir para as igualdades “desiguais” entre estados. quem tem dinheiro tem tudo quem não tem olha… fica esquecido, e não tem voz… efeitos do capitalismo selvagem…

    1. …só ainda não consegui entender como há tantos milhares de pessoas por toda mundo a querer emigrar para os EE.UU
      Eu, mesmo sabendo mais ou menos que país é aquele, gostava de emigrar para lá, mas algumas pessoas têm-me dito que é muitissimo dificil, pelo que até hoje nunca tentei.
      Poderá o amigo dar-me alguma dica.
      Obrigado.
      Cumprimentos.

    2. Ha um ANONIMO por ai que cada vez que abre a boca sai uma bacorada. Deves ter vivido nos EUA como eu vivi nas China. Os EUA sao um pais tao mau como e possivel que todos os anos entram ou tentam entrar neste maravilhoso pais milhares de pessoas. Cresce e aparece.

    3. A vida no exterior é muito difícil. Ainda mais se forem em terras americanas. Alguém já me confirmou que o hospital lá é dose, fica tudo a cargo da própria pessoa que está mal e sua família. Já o Estado não mexe nenhum dedo. Se tiveres em difificuldades, que te vires, esse é o pensamento geral.

    4. Triste, pois é duro viver em terras alheias, ainda mais se forem norte-americanas. Já ouvi dizer que quem paga é o próprio doente e sua família, se tiver. O Estado não mexe um dedo sequer, apenas ajudando esporadicamente. Não vale a pena adoecer num lugar assim. Acho que se não houver meios (dinheiro), a pessoa até morre. A mentalidade americana deve ser: “Se tiveres alguma dificuldade, que te vires”.

  4. Olha diz ao teu amigo para ir dar banho ao cão, que a América que tão bem ele fala é o maior antro de crimes e vem ele falar de Portugal? Ele ou tu não vêem bem as coisas, é certo que muita coisa de mau existe em Portugal, mas eu muitos milhões preferimos este nosso país à “maravilhosa” América do norte.

    1. Este artigo é na realidade uma conversa entre um Americano, cheio de dor de cotovelo da vida que temos por aqui, e um português daqueles mansos isso sim, porque não foi capaz de dar uma resposta à altura e começa logo por se bater de coitadinho. Portugal e os Portugueses deixam a América e os Americanos a anos luz atrás, seja em cultura, em clima, seja no que for. Continuamos nas listas todas do ” Melhor do Mundo” em todas as áreas e nada disto é por acaso. Os Portugueses têm sido o Motor da Civilização desde sempre. Somos um dos Países mais seguros do Mundo e também não é por acaso.
      Em Verdade vos digo que os Americanos nada têm para nos ensinar senão como controlar o Mundo inteiro à força seja das armas seja de sistemas de engenharia social, o que sinceramente começa a ser um paradigma do passado sem lugar no futuro. Nós não somos Pobres! Somos Riquissimos até em Liberdade, apesar das influencias da elite, temos as forças bem distribuídas. Pagamos para tudo menos para a Guerra. A realidade Americana é muito diferente. Nós não somos Pobres nem Mansos, somos é Espertos… muitos Espertos, ás vezes até demais.capazes de fazer uso do melhor musculo do corpo, o cérebro e encontrar formas de contornar os problemas minimizando o prejuízo. Não vos fica bem esse sarcasmo sobre a colaboração do povo com o que está instituído, procurando consensos sem provocar muitas ondas. O Povo agradece a Paz Social que se vive e tantas vezes a falta do dinheiro é compensada em compaixão e amor ao próprio, numa sopa de culturas internacionais.
      Não somos perfeitos mas os Americanos deviam lembrar-se de que ainda agora entraram na Corrida de fundo. Que bom que é viver em Portugal. Com dinheiro ou sem dinheiro.

  5. pois eu nao troco o meu pais com o teu pode ser muito importante pra ti mas nunca descobriu nada e nao tem segurança nem tem nada que me inveje ainda fazem casas de madeira em areas de furacoes e manso es tu que bebes cerveja de lata e nem conheçes o teu pais

  6. Amigo se és, posso ver que não tens pu** ideia do que é viver em Portugal, mas sabes o que é viver um império falido Em nova York e com vergonha da falência mudaste para a Flórida a fim de uma nova vida que tão bom e o império USA. Ou a falta de capacidade para viver o império onde quer que seja

  7. Pelo que li posso concluir que ha muita gente feliz vivendo bem à custa dos impostos,e já agora sugeria à nossa burocracia de repor a liçença de isqueiro,talvez nos evitasse mais um aumento do IVA.

    Luis Rodrigues

    [email protected]

  8. realmente existe uma diferença abismal nas comparações efectuadas, mas perde o valor todo esta comparação porque é feita com os EUA, não nos podemos esquecer que portugal indiectamente paga impostos aos EUA, que os EUA efectivamente são uns piratas que por meios subversos como o terrorismo, roubam os recursos de outros países, e para não falar do facto que mal ou bem temos um sistema de segurança social universal e etc etc
    Isto não retira que, por si, as comparações não tem valor.

  9. Salgueiro Maia fez o 25 de abril para o povo e não para políticos corruptos que só se preocupam com eles mesmos e com os amigos !!!
    Faz falta outro Salgueiro maia nos dias de hoje !!!

  10. O nosso maior problema , é o roubo politico que estes governantes fazem aos contribuintes, quer na água, no gaz, no IMI, se compro uma casa , porque tenho eu de sustentar esta camarilha de camaras municipais , afinal a casa está ou não paga ? Mas sosseguem , quem vai dar conta destes gajos politicos são os muçulmanos que já estão a invadir a Europa, chegando em multidões e construindo já as suas casas , “Mesquitas”, depois é só fazer chegar as armas para exterminar os Europeus, eu e todos os que se conseguirem aguentar até lá e então criar O Islão que vai dominar tudo e todos !

  11. O texto, encerra uma infinita dose de demagogia e não é claro sobre o porquê dos americanos “serem pobres”, para se aferir das diferenças, seria necessário especificar com rigor, como funciona uma sociedade com enormes desiquilíbrios pelo menos, induz as pessoas a ir às fontes e comparar os indicadores referidos e as consequências na sociedade americana, todavia, não deixo de questionar: como são financiadas as forças armadas dos USA, quer as que se ocupam do território, quer as que estão espalhadas pelo mundo e isto, é só um pequeno… pormenor.

  12. Então porque razão tendo um dia a dia tão “feliz” andam aos tiros uns aos outros, passam o tempo deitados no divã do psiquiatra e ficam histéricos quando ganham um prémio de 1000 dólares. Algo não bate certo

  13. O português realmente é difícil. Mau, é quando certas pessoas opinam sem perceberem nada do que foi escrito. E o resultado disso, é que só se fala palermices. Pior, é quando começam a insultar outros sem motivo aparente.
    Tive oportunidade aqui, de ler intervenções de pessoas cultas que foram insultados por pessoas de baixa formação, só porque estes não alcançram, não entenderam o fundo da questão. E como não podia deixar de ser, essas pessoas cultas deixaram de comentar. Sinceramente perante tudo isto, apetece às vezes dizer a certas pessoas, fecha mas é a matraca.

  14. Do que eu conheço muitos Portugueses chegaram a Alemanha , Franca e outros Países e não se deram voltaram para Portugal . Dos Estados Unidos só conheço que voltaram após a sua reforma ou já com a vida estabilizada . Porque será . OK? C. Boaventura.

  15. Triste, pois é duro viver em terras alheias, ainda mais se forem norte-americanas. Já ouvi dizer que quem paga é o próprio doente e sua família, se tiver. O Estado não mexe um dedo sequer, apenas ajudando esporadicamente. Não vale a pena adoecer num lugar assim. Acho que se não houver meios (dinheiro), a pessoa até morre. A mentalidade americana deve ser: “Se tiveres alguma dificuldade, que te vires”.

Send this to a friend