Veja as primeiras imagens do Aeroporto de Pedras Rubras em 1945

O Aeroporto de Pedras Rubras, também chamado de Aeroporto do Porto foi construído durante os primeiros anos 40 do século XX, como aeródromo relvado e concluído como aeroporto em 1945, iniciativa e responsabilidade da Câmara Municipal do Porto em colaboração com o Estado português.

Até então a cidade do Porto era servida pelo Campo de Aviação de Espinho inaugurado em 25 de Outubro de 1925.

No início de 1938 arrancaram os estudos de engenharia com vista à construção de um aeródromo perto da cidade do Porto. A obra foi aprovada em 1940.

Dos cofres do Estado, saíram, na altura, cerca de 1.150 contos para pagar os estudos, os projectos e a compra dos terrenos necessários para a construção.

Terraplanagens para construção do aeródromo do Porto, em Pedras Rubras, em 1942

Inauguração em 1945

As obras para construir o aeródromo começaram no início de 1942, com duas pistas relvadas.

Três anos mais tarde, em 1945, teve início a construção da aerogare e, nesse ano, ficou concluída a plataforma de estacionamento de aeronaves, em frente à aerogare uma plataforma já pavimentada com betão, um investimento de 700 contos.

Apenas em 1947 foram concluídas as obras da aerogare e, nos dois anos seguintes, foram alcatroadas as duas pistas.

A 2 de Dezembro de 1945 eram inaugurados os serviços aéreos entre Lisboa e Porto pela C.T.A. – Companhia de Transportes Aéreos no Aeroporto de Lisboa (Portela), pelo Presidente da República General Óscar Carmona.

Campo de Aviação de Pedras Rubras, em 1945
Torre de controlo e gare do aeroporto de Pedras Rubras, em 1945
Aeroporto de Pedras Rubras em 1947
Aeroporto de Pedras Rubras (hoje, de Francisco Sá Carneiro), no final da década de 1950

Saiba mais sobre o Aeroporto Pedras Rubras no wikipédia:

Segue-nos no Facebook: