Desde bebé ele foi trancado, acorrentado pelo pescoço e forçado a beber cerveja! Quando eles o encontraram… Ficaram em choque!

Eles não queriam acreditar no que estavam a ver quando o encontraram…

Estes três ursos que vamos mostrar vivem no Santuário de Ursos de Pristina, em Kosovo, e só têm essas preocupações: correr, nadar e comer muita fruta. Mas isso nem sempre foi assim. Quem vê Pashuk, Tomi e Gina agora, não faz ideia do que esses pobres animais já passaram na sua vida.

Não há muito tempo, eles estavam a ser abusados, torturados e humilhados! A equipa que os resgatou disse que a história desses bichinhos é a mais triste e horrível que já testemunharam. E o pior de tudo é que eles são apenas 3 dos 50 ursos que a “The Saddest Bears in Europe” (Os ursos mais tristes da Europa) pretende salvar.

Essa é uma campanha com o objetivo de libertar ursos mantidos ilegalmente em cativeiro na Albânia. Pashuk, Tomi e Gina viviam em jaulas pequenas ao lado da casa de banho de um restaurante em Ulza.

Na sua cidade, eles eram conhecidos como os “ursos da cerveja”, porque as pessoas que os iam ver davam cerveja para eles beberem. Durante anos, os ursos sobreviveram com cerveja e, quando tinham “sorte”, de restos de pão.

O conteúdo nocivo do álcool juntamente com a desnutrição e o confinamento fez com que os animais fossem encontrados em terríveis condições no momento do seu resgate. Alguns deles até se espancavam a si mesmos e ficaram feridos.

Pashuk estave preso pelo pescoço com uma pequena corrente apertada e pesada a maioria de sua vida. Na verdade, como ele havia crescido enquanto estava enjaulado, a corrente ficou enterrada na carne causando uma enorme ferida, e a pele tinha começado a crescer em torno da corrente.

“A Gina recebia cerca de 20 cervejas por dia, quando estava na gaiola ao lado do restaurante. Ela comia um pouco de pão, mas nada mais”, conta um de seus salvadores. Até hoje, o seu passado traumático a assombra: ela tem ansiedade e ataques de pânico, e só agora está a começar a recuperar mentalmente.

Felizmente, a organização Four Paws recebeu uma denúncia e, em conjunto com o Ministério do Meio Ambiente da Albânia, conseguiu confiscar os ursos. Os animais estavam a ser mantidos ilegalmente naquele lugar. Para os resgatarem, eles tiveram que sedar os bichinhos e precisaram de várias pessoas para os levar até a carrinha.

Tudo valeu a pena, pois os animais foram levados para o Santuário de Ursos de Pristina. “Agora são ursos reais. Ninguém lhes trata mal. Eles estão perfeitos, em comparação com o tempo que eles estavam na prisão”. Naquele local, existem vários hectares de grama para eles correrem, brincarem e muito mais… finalmente, estão onde merecem e como merecem: felizes!

Para além de tudo isso, os ursos possuem uma piscina onde podem nadar quando quiserem, e têm alimentação adequada e ilimitada. No Facebook da organização que os salvou, eles escreveram: “Já não há mais neve no Santuário de Ursos de Pristina, e os nossos ursos estão a desfrutar do sol de formas diferentes.

Tomi gosta de brincar na relva, esticando-se o máximo possível. É normal, já que a sua jaula na Albânia era pequena, escura e nada, mas nada confortável!

A ursa Gina recentemente descobriu a piscina que tem para ela, e não gosta nada de tomar banho… pode ver pela emoção em seus olhos, não é?

E Pashuk está novamente irreconhecível! Na sua antiga vida, ele tinha uma corrente no pescoço, estava desnutrido e não se podia mover. Agora ele tem espaço suficiente, o que lhe permite seguir seus instintos naturais de novo. O que mais poderíamos dizer? Nós amamos isso!”.

A transformação desses três é incrível. Os grandes animais sofreram muito na mão de humanos desprezáveis, mas agora a sua vida é um sonho. Embora ainda haja muito trabalho a ser feito para se adaptarem e recuperarem totalmente, eles estão mais relaxados e saudáveis!

Infelizmente, ainda existem muitos ursos presos e miseráveis, só para poderem entreter os seus donos. A organização Four Paws continua a trabalhar duro para resgatá-los, e espera ter o apoio do governo em casos futuros, tal como outras associações de resgate animal pelo mundo fora. Felizmente, Pashuk, Tomi e Gina foram descobertos e podem agora ter uma vida alegre e completa.

No entanto, muitas vezes esses crimes passam despercebidos. Se você souber de algum caso parecido, denuncie. Todos nós podemos contribuir para acabar com essas práticas horríveis!

Veja os olhos de felicidade desse urso após ter sido salvo. Esse é sem dúvida o melhor pagamento que as pessoas que resgatam animais recebem… Muitos parabéns para todos esses guerreiros!

Fonte: Facebook Four Paws International

Segue-nos no Facebook: